Modelos versáteis

Como criar um look festa 

Modelos versáteis para economizar em tempos de crise, sem perder a elegância. Esse é o tema deste post. A proposta de hoje é “criar” um vestido de festa a partir de uma saia preta clássica, que já foi apresentada algumas vezes aqui no blog. Peças clássicas (aquelas que nunca saem de moda) são mais fáceis de combinar e, por isso, são ótimas opções para os tempos de restrições econômicas.

No modelito da foto abaixo, a saia longa plissada foi usada com uma blusa de mangas 3/4 preta e cinza. A associação de peças de tons próximos faz com que a saia e a blusa pareçam uma peça única, no caso, um vestido longo. Para arrematar a junção das peças foi utilizada uma faixa de tule amarrada em laço e com as pontas longas, para dar mais movimento à saia e simular um drapeado na cintura.

Imagem1

O fato do modelo ser composto por 2 peças contribui muito para criar novos looks em outras ocasiões, o que aumenta a usabilidade das peças sem ficar com aquela cara de roupa repetida. Como disse anteriormente, a saia já esteve presente aqui no blog combinada com camisa, blusa de renda, etc (ver aqui) e eu já usei essa saia várias vezes. A blusa pode ser usada combinada com calça pantalona ou saia na altura dos joelhos, por exemplo,  para eventos formais que não exijam traje black tie. Na foto abaixo, é possível ver com mais detalhes a blusa. A blusa bordada e a saia plissada são sugestões, mas poderia ser uma blusa sem bordados, a saia poderia ser lisa, godê, justa, enfim, depende das roupas que temos no armário e da criatividade de cada um.

Imagem2

 



Casamento durante o dia: o que usar

À luz do sol, tudo fica muito evidente. Qualquer exagero pode comprometer completamente o visual, então, a roupa e os acessórios para casamento durante o dia são bem diferentes daqueles que estamos acostumadas a ver nos casamentos noturnos. Durante o dia, normalmente a festa é realizada em ambientes com áreas abertas e jardins, que valorizam a simplicidade e a delicadeza. Assim também devem ser as roupas, com linhas simples e com tecidos ou cores delicadas.

São bem-vindos para essa ocasião vestidos na altura do joelho ou longuetes (midi), tecidos com estampas florais, cores claras como nude, bege, rosa, azul claro e tons pastel em geral. Para quem não abre mão de usar tonalidades escuras, podem ser usadas cores neutras como azul escuro, ou azul marinho, verde musgo e variantes. Os vestidos longos devem ser usados com muita cautela, de preferência em tecidos leves, sem brilho, com cores claras ou estampas suaves. Os vestidos curtos podem ser usados desde que, no máximo, tenham um palmo acima do joelho. Roupas muito curtas e sensuais não são adequadas nem para o horário e nem para cerimônias religiosas. Por essa mesma razão, decotes muito profundos e tecidos transparentes sem forro devem ser evitados. Calças pantalonas com blusas, ou casaquinhos ajustados também são uma ótima opção.

A foto abaixo traz três modelos diferentes: um escuro, um de renda nude e o outro floral, para contemplar diferentes gostos e idades.

Imagem1

A próxima foto apresenta com mais detalhe o modelito que usei para ir a um casamento pela manhã.

Imagem2

Para casamentos diurnos, os calçados devem ser delicados, evitando-se saltos exagerados, aplicações de strass. Se for o caso de cerimônia campestre, saltos muito finos devem ser evitados.

Imagem4

Os acessórios que combinam mais são os delicados, como gargantilhas finas com pingentes pequenos, colares e brincos de pérolas.

Abaixo os acessórios que usei na ocasião: colar e brinco de pérolas e flores de organza.

Imagem3

As flores foram feitas por mim e em breve farei um tutorial explicando como fazer. É simples!

Imagem5

Para o dia, a maquiagem deve ser leve, sem muito brilho nem cores muito fortes. E lembrem-se de que tudo o que é colocado aqui no blog são dicas para facilitar a composição de um visual chic para diferentes ocasiões, mas não são regras. Respeitem o próprio estilo e com certeza chegarão chics!



Vestido para madrinha de casamento

Olá amigas chics! Decidir qual roupa usar quando recebemos um convite de casamento nem sempre é uma tarefa simples. Já escolher um vestido para madrinha de casamento no inverno, pode parecer uma missão impossível. Então, para ajudar vocês a escolher o que vestir nesse tipo de ocasião, a principal dica pra garantir a elegância é escolher um look com “cara” de inverno. Para isso devem ser evitados os tecidos leves e esvoaçantes, modelos sem mangas e tomara-que-caia e sandálias. Afinal, nada mais deselegante do que usar uma roupa inadequada para a estação do ano. Nessa hora sempre surge a pergunta: E se estiver calor no dia? No inverno, por mais que esquente, sempre a noite é mais fresco. Assim, para eventos noturnos, os modelitos que deixam boa parte da pele à mostra devem ser evitados. 

O que usar?

  • tecidos encorpados, como por exemplo: tafetá e shantung de seda, tecidos adamascados, brocados e veludos;
  • modelos com mangas, ou acompanhados de casaco ou estola que sejam parte integrante da roupa;
  • cores de inverno, como azul e verde escuro, cereja, vinho, cinza, uva, etc. No inverno, cores claras estão liberadas para cerimônias diurnas. Já para as noturnas deve-se tomar cuidado com o uso tons pastéis ou muito “alegres” como laranja e amarelo, pois nos remetem a roupas de verão.
  • sapatos ao invés de sandálias.

Na foto abaixo vocês podem ver o modelito que usei para ser madrinha de casamento para exemplificar as dicas sobre o que usar.

Imagem1

Obviamente, não há necessidade de usar todos os elementos citados (roupa escura, tecido encorpado, mangas) juntos, mas quanto mais elementos associados, mais adequado para a ocasião e consequentemente mais fácil de ficar chic. Aconselho que pelo menos dois elementos estejam presentes como tecido encorpado e cor escura, ou vestido com tecido leve com manga, desconsiderando as sandálias, que devem ser evitadas, definitivamente.

O bom caimento da roupa também é essencial para a elegância do look. O vestido das fotos foi confeccionado sob medida pela minha mãe, utilizando técnicas de alta costura. Dessa forma, a roupa (ou pelo menos a parte da blusa) é confeccionada em um tecido teste. A roupa é provada, ajustada e então desmanchada e as partes servem de molde para o corte nos tecidos do vestido (forro e tecido externo).

Imagem2

A saia godê guarda-chuva confere movimento ao vestido. O decote e o cinto foram bordados em pedrarias (por mim!) nos tons da estampa do vestido, conferindo um refinamento adicional ao modelo.

Imagem3

Há algum tempo, é comum dizerem nos editoriais de moda que bolsa e sapato não devem combinar. Eu, particularmente, nem sempre considero isso verdadeiro, pois quando há muita informação numa roupa, como estampas e bordados, os acessórios não devem ser muito díspares para evitar que o visual fique poluído. Mas aí é questão de gosto, ou de estilo!

Caso queiram mais detalhes sobre como confeccionar o vestido ou o bordado, entrem em contato através do e-mail: duvidas@cheguechic.com.br

Aguardem, pois em breve teremos mais posts sobre moda para casamento. Até lá!