Vestido para madrinha de casamento

Olá amigas chics! Decidir qual roupa usar quando recebemos um convite de casamento nem sempre é uma tarefa simples. Já escolher um vestido para madrinha de casamento no inverno, pode parecer uma missão impossível. Então, para ajudar vocês a escolher o que vestir nesse tipo de ocasião, a principal dica pra garantir a elegância é escolher um look com “cara” de inverno. Para isso devem ser evitados os tecidos leves e esvoaçantes, modelos sem mangas e tomara-que-caia e sandálias. Afinal, nada mais deselegante do que usar uma roupa inadequada para a estação do ano. Nessa hora sempre surge a pergunta: E se estiver calor no dia? No inverno, por mais que esquente, sempre a noite é mais fresco. Assim, para eventos noturnos, os modelitos que deixam boa parte da pele à mostra devem ser evitados. 

O que usar?

  • tecidos encorpados, como por exemplo: tafetá e shantung de seda, tecidos adamascados, brocados e veludos;
  • modelos com mangas, ou acompanhados de casaco ou estola que sejam parte integrante da roupa;
  • cores de inverno, como azul e verde escuro, cereja, vinho, cinza, uva, etc. No inverno, cores claras estão liberadas para cerimônias diurnas. Já para as noturnas deve-se tomar cuidado com o uso tons pastéis ou muito “alegres” como laranja e amarelo, pois nos remetem a roupas de verão.
  • sapatos ao invés de sandálias.

Na foto abaixo vocês podem ver o modelito que usei para ser madrinha de casamento para exemplificar as dicas sobre o que usar.

Imagem1

Obviamente, não há necessidade de usar todos os elementos citados (roupa escura, tecido encorpado, mangas) juntos, mas quanto mais elementos associados, mais adequado para a ocasião e consequentemente mais fácil de ficar chic. Aconselho que pelo menos dois elementos estejam presentes como tecido encorpado e cor escura, ou vestido com tecido leve com manga, desconsiderando as sandálias, que devem ser evitadas, definitivamente.

O bom caimento da roupa também é essencial para a elegância do look. O vestido das fotos foi confeccionado sob medida pela minha mãe, utilizando técnicas de alta costura. Dessa forma, a roupa (ou pelo menos a parte da blusa) é confeccionada em um tecido teste. A roupa é provada, ajustada e então desmanchada e as partes servem de molde para o corte nos tecidos do vestido (forro e tecido externo).

Imagem2

A saia godê guarda-chuva confere movimento ao vestido. O decote e o cinto foram bordados em pedrarias (por mim!) nos tons da estampa do vestido, conferindo um refinamento adicional ao modelo.

Imagem3

Há algum tempo, é comum dizerem nos editoriais de moda que bolsa e sapato não devem combinar. Eu, particularmente, nem sempre considero isso verdadeiro, pois quando há muita informação numa roupa, como estampas e bordados, os acessórios não devem ser muito díspares para evitar que o visual fique poluído. Mas aí é questão de gosto, ou de estilo!

Caso queiram mais detalhes sobre como confeccionar o vestido ou o bordado, entrem em contato através do e-mail: duvidas@cheguechic.com.br

Aguardem, pois em breve teremos mais posts sobre moda para casamento. Até lá!

 



Como usar roupas escuras durante o dia

O post de hoje traz uma sugestão de vestido para quem adora usar roupas escuras, mas tem dificuldade em usá-las durante o dia sem tornar o visual pesado. Nesse vestido há dois tecidos lisos escuros, nas cores preto e caramelo e um estampado que mescla esses dois tons, entre outros. O mix de tecidos torna o visual menos noturno, mais descontraído, apesar dos tons escuros.vestido_preto_caramelo

O modelo é ótimo para quem deseja disfarçar alguns quilinhos a mais ou a barriguinha saliente, pois o corte é amplo e a padronagem da estampa forma colunas verticais que alongam a silhueta. Quem pretende disfarçar a barriguinha deve dispensar o uso do cinto. Além disso, outro ponto positivo desse vestido é a versatilidade, pois pode ser usado em eventos diurnos ou noturnos, como em almoços, encontro com os amigos, para ir ao teatro… Ideal para quem gosta de um guarda-roupa funcional.

Só para complementar, os óculos que estou usando na foto acima, são da Via Lorran, uma empresa brasileira. Vocês sabem que não costumo colocar as marcas das peças que uso (exceto quando a matéria é específica sobre uma marca) porque creio que elegância independe de grife, mas estou abrindo uma exceção pelo fato de ser uma empresa brasileira e sobretudo pelo bom atendimento que recebi da Zaine, através do serviço de atendimento ao consumidor.

Beijos e até logo!